2014 foi o que foi, e já foi!

31/12/2014

Tenho visto muita gente reclamar do ano de 2014. Não lembro de tantas reclamações gerais em outros anos. Confesso que eu já passei por anos piores, mas que nada é tão ruim assim se tivermos saúde e amor.

 

Este ano e assim como todos os outros, foi como foi, exatamente do jeito que tinha que ter sido. Se pudermos desfrutar daquilo que nos é dado, ótimo, se não pudermos, não crescemos. Acabamos achando que nós é que controlamos tudo e nos sentimos totalmente incapazes, impotentes e separados do todo, de Deus.

 

Quando vivemos algo difícil e com o tempo conseguimos absorver as lições da vida, crescemos e nos tornamos confiantes de que o que vier para nós será sempre o melhor, será sempre o certo, apesar da falta de compreensão total.

 

Desde muito pequenos nós acabamos exigindo da vida mais do que ela pode nos dar. Queríamos pais mais amorosos, mais atenciosos, e assim começa. Aprendemos a exigir da vida mais do que ela pode nos dar. Não aprendemos a aceitar o amor que nos é dado, nem se for muito, muito menos se for pouco, ou insuficiente. Exigimos que as pessoas mudem, que o mundo mude, mas não proporcionamos uma mudança interna. 

 

Um exercício para este novo ano que inicia é aprender a aceitar aquilo que vem para você. É apreciar aquilo que vem para você, e aprender. É aprender a fazer do limão uma limonada, se acontecer algo amargo. Meu desejo é que você lembre que o que passou, passou, e deixe as mágoas e os momentos ruins para trás. Meu desejo é que você r

eceba este novo ano com os braços e o coração aberto. É isso que farei! E quero ver se você vai permanecer no centro do fogo junto comigo, sem recuar*! 

 

* Quem fez já fez o curso de Formação em Yoga, sabe do que eu estou falando! ; )

 

Please reload

Destaque

Os Yamas da Vida

29/08/2014

1/5
Please reload

Recentes