top of page

O Valor dos Valores



No Bhagavadgita, Khishna responde a Arjuna quais são as vinte qualidades da mente que são de seu conhecimento.

Iremos trazer aqui, um resumo de cada um dos valores.


I – Amanitvam – ausência de vaidade


Quando cobro respeito dos outros provoco muitas agitações em minha mente. O que pode levar a mágoas.

A vaidade surge quando estou com dúvidas das minhas qualificações.

Exigência mútua de respeito gera mágoa.

A atitude diante do sucesso deve ser como um arbusto florido em relação à floração:


Na cidade ou na floresta, visto ou não visto, elogiado ou não, o arbusto floresce. Nenhuma circular de publicidade é enviada para anunciar a floração. Sejam apreciados por alguém ou não, os botões surgem, coloridos e perfumados. O arbusto simplesmente floresce, porque tem que florescer. Ele não exige respeito nem reivindica nenhuma glória. Ele floresce porque assim deve fazer.


Exigência de respeito não funciona e aparece porque não compreendo a natureza dos talentos.

Deparei-me com as circunstâncias certas para que pudesse crescer e aprender o que precisei.

Exigir respeito, ego e orgulho são a ilusão da ilusão.

Quando eu possuo amanitvam, me torno uma pessoa simples. Uma pessoa simples é uma pessoa que não tem quaisquer complexidades.


Exigir respeito é um mito.


Um coração ferido é como uma ferida de macaca: não cicatriza, mas somente reabre.


Um relacionamento no qual exista tal exigência mútua de respeito torna-se um cabo de guerra o tempo todo. Mágoa é o resultado comum final para a exigência por respeito.



Swami Dayananda Saraswati





Para saber mais sobre os workshops que a professora Camila Reitz oferece, acesse: https://www.camilareitz.com.br/workshops


Comentários


Destaque
Recentes
Arquivo
Assuntos
Acompanhe
  • Facebook B&W
  • Twitter B&W
  • Instagram B&W
bottom of page